sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

18° e 19° Colon - Rivera - Florianópolis






ESTAMOS EM CASA!!!!!!!!

Amigos, antecipadamente queremos agradecer a compania de todos. Foi muito importante pra nós. Fizemos o trecho planejado e chegamos em Floripa por volta de 14:00 da tarde. Pegamos chuva entre Rivera e POA e acabamos ficando em um hotel à uns 100 km de POA. Seguimos viagem dia hoje pela manhã e hoje pegamos mais um pouco de chuva. Ao entramos em SC a chuva parou e o bom tempo nos recebeu. Total percorrido na viagem, pelo GPS, 10832 km. Depois peço ao Carlos que faça um complemento na postagem ou um outra se for o caso. Estamos realizados pela viagem. Ficamos tristes pelo ocorrido com o Luiz e o Nico, mas o importante é que eles estão bem. O restante a gente arruma, troca, pinta, etc...
Terminamos essa já pensando na próxima.

Abraços a todos.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

17° dia de viagem - Rio Colorado a Colon









Este trecho foi tranquilo. Saímos umas umas 6:30, horário daqui e fomos direto a Santa Rosa. Acabei ficando sem pesos e tivemos que ir no HSBC no centro da cidade sacar no caixa eletrônico. Perdemos uns 40 minutos. Seguimos então para Colón. Mais uma vez fomos parados no início da ruta 12, que na sequência vira a 14, em Entrerios. O policial só pediu os documentos e inclusive a carta verde. Brinquei com, policial Matto (estava escrito assim na camisa):

Renato: Como anda a policia de Entrerios?
Matto: Anda bem, por quê?
Renato: É muito conhecida de nós Brasileiros.
Matto: É mesmo? Por quê?
Renato: Por ser uma polícia muito rígida, entendes?

Ele deu uma risadinha e percebi que ele tinha sacado. Ai comentei que ficamos sabendo que tem policiais novos trabalhando ali e que estava melhor. Que os antigos ficavam querendo cobrar multas e coisa e tal... Ele deu uma balançada na cabeça e outra risadinha. Acho que era um dos honestos. Conferiu a documentação e nos liberou.
Antes de pegar a ruta 12, passamos por uns 3 postos que estavam sem gasolina. Isso aqui é comum. Outra coisa são as filas. Normalmente só tem um ou dois atendentes no posto. Isso acaba gerando demora e filas.
Na Província de Los Pampas, passamos por vários campos de girassóis e fui obrigado a parar e bater uma foto para compartilhar com vocês. Em uma das fotos observem um poeirão que levantou quando estávamos no posto.

Ficamos aqui em Colón em La Posada de Colón (www.laposadadecolon.com.ar) e gostaríamos de agradecer ao casal, a Dona Kati e seu esposo pelo excelente atendimento que nos deram, inclusive providenciando uma janta pra gente pois estava chovendo e não iriamos sair com as motos. Fica aqui a dica nesta cidade que é um balneário para os argentinos. Cidade muito agitada, gente bonita e muitas lojas e restaurantes. Tivemos dificuldade de encontrar lugar pra ficar, nesta época. Acho que o destino nos trouxe nessa pousada. (segue a foto do casal)

É isso. Amanhã paramos algumas horas em Rivera para umas compritas e seguimos para o nosso Brasil. Até.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

16° dia de viagem - Comodoro Rivadávia a Rio Colorado


Hoje demoramos um pouco pra sair. Pegamos algumas filas nos postos para abastecer e acabamos não cumprindo o previsto. Queríamos chegar em Santa Rosa mas faltaram 270 km. Fica para amanhã. Pegamos mais um pouco de vento e agora com bastante poeira suspensa. Aos poucos o vento foi perdendo força, mas incomodou um pouco. No mais, ficamos no mesmo hotel da ida, o Ancona. Vamos tomar um banho, sair para comer algo e dormir. Amanhã estaremos no Uruguai. Coloquei o spot em cima do baú e parece que funcionou melhor. Acho que na mala de tanque ele não atualizava direito e pode ser influência dos ímãs. A previsão é chegarmos na sexta a tarde.
Abraços a todos. ( Hoje sem fotos )

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

15° dia de viagem - El Calafate a Comodoro Rivadávia






Hoje andamos forte, velocidades constantes e paradas mais rápidas. Saímos de El Calafate para Comodoro Rivadávia, rodando aproximadamente 1070 km. Conhecemos também a fúria dos ventos da Patagônia, que insistiam em não deixar a gente sair de lá. Ora tentando arrancar os capacetes de nossas cabeças, ora tentando jogar a moto para o acostamento de brita onde uma queda seria quase inevitável. Toda vez que um caminhão passava no sentido contrário, era como se estivéssemos tentando furar uma onda, que nos chacoalhava pra todo lado. Nós pensamos que já tinhamos pego vento forte. Nesta hora que o condicionamento físico fez sua parte, pois ficávamos o tempo todo tensionados para deixar a moto no rumo certo. Agora podemos fazer as perguntas e respondê-las positivamente: Você já andou de moto na Ruta 3 e foi chicoteado pelos ventos da Patagônia? Você já cruzou de moto os rípios da Terra do Fogo? Você já andou de moto no rípio da Ruta 40? Nós podemos reponder sim para todas e estamos realizados por tudo isso e de quebra ainda conhecemos lugares belíssimos que ficarão na sua totalidade guardados em nossas mentes e em parte nas fotos e vídeos que fizemos. Viajar de moto é conhecer cada palmo da paisagem e como diz um amigo meu, o Zezinho,  "fazer parte da paisagem". Juntamente posto fotos do amanhecer em El Calafate, da sacada do hotel; da estátua de um trabalhador petroleiro em Caleta Olivia e do litoral em Comodoro Rivadávia. Amanhã continuaremos rumo ao Brasil, mas não definimos a cidade ainda. Vamos dormir pois voltamos da janta e estamos bem cansados.

domingo, 8 de janeiro de 2012

14° dia de viagem - El Calafate-ARG



























Hoje fomos fazer o famoso passeio pelo glaciar Perito Moreno. Este dia foi um dos mais interessantes da viagem. O deslocamento até o local é de 80 km. Saímos umas 11:00. Chegamos lá e deu tempo de fazer um lanche e irmos para o embarque, pois a gente faz um pequeno deslocamento de barco, passando bem próximo a geleira, escutando os estrondos e vendo as placas de gelo caírem. Simplesmente fantástico.  Aportamos e fizemos uma pequena caminhada por um lindo bosque até chegar na geleira, onde colocamos os grampos nos sapatos para poder caminhar sobre o gelo. Muitas paradas para explicações do guia e fotos. No final fomos brindados com uma bebida gelada com o gelo do glaciar.
Depois, quando voltamos, fomos comer uma pizza e voltamos para o hotel  para fazer o post e arrumar as coisas.
Amanhã entramos em modo regresso (I will be back to home). Decidimos mudar nosso roteiro por alguns motivos. Primeiro que não estamos muito afim de fazer mais rípio pois já rodamos quase 400 km nesse tipo de estrada. Outra é que Bariloche ainda está com problemas de cinzas e possivelmente passaremos por lá, juntamente por San Martin de Los Andes,  quando fizermos o passeio pelo sul do Chile. Desta forma, voltaremos para a ruta 3 por Rio Gallegos e decidimos passar por Buenos Aires e fazer a travessia para o Uruguai pelo famoso Buquebus. Provavelmente sairemos por Jaguarão e daí é um tiro só até Floripa. É isso ai. Daqui pra frente as postagens deverão ser curtas mais a título de informação geral. Lugares que foram demais: Puerto Madryn, Puerto Deseado, Ushuaia, Punta Arenas e El Calafate.  

13° dia de viagem - Punta Arenas a El Calafate-ARG









Saímos logo após o café, completamos os tanques e recalibramos os pneus. A viagem foi tranqüila de modo geral, apenas demoramos uma hora e meia nas duas aduanas, paramos em Rio Turbio, já na Argentina para abastecer e comer algo. Detalhe, a rota indicada pelo projeto mapear 9.5 está errada, para a passagem do Chile para a Argentina. Não é a primeira entrada e sim a segunda, mas fomos alertados pela polícia. Alerta para combustível, pois a DL1000 devido ao consumo que aumenta muito pra cá, média de 11 a 13, chega em Rio Turbio quase na seca. É aconselhável trazer reserva e para não arriscar, usei a minha, mas no abastecimento total com a reserva deu 21 litros, acho que chegava. Depois do lanche seguimos para El Calafate e pegamos uns 50 km de rípio onde metade estava bem ruim, com pedras cravadas no chão que faziam a suspensão das motos trabalharem bastante. Passaram mais de 10 motos por nós, BMWs e até uma DL1000. Uns 50 km antes de chegar em El Calafate, o visual é incrível, picos e geleiras de tirar o fôlego e uma lagoa com água bem azul. Coisa de cinema. Chegamos na cidade e fomos logo buscar hotel e agendar o passeio de barco com o track na geleira. Devidamente hospedados, saímos para comer, fazer câmbio e abastecer as motos. Detalhe: aqui só tem dois postos de gasolina e abastecemos no YPF com espera de uma hora. Coisa de mi Argentina querida. Amanhã tem mais com o tracking no gelo.
OBS: Pessoal, às vezes demoramos a postar não é porque aconteceu algo, como algumas pessoas podem pensar, e sim porque às vezes temos coisas para organizar ou estamos muito cansados. Fiquem tranquilos pois qualquer coisa que acontecer não deixaremos de informar nossos amigos e parentes e assim podermos contar com a ajuda de todos.
PS: Descobrimos que o David (Lamarca) possui negócios aqui em El Calafate... Segue a foto. rss

12° dia de viagem - Em Punta Arenas-CHI











Punta Arenas é uma cidade muito visitada, também, por estrangeiros e principalmente europeus. Talvez por ficar entre Puerto Natales, onde tem o parque das torres Del Pine e é passagem para El Calafate na Argentina, capital do los graciales. Hoje em Punta Arenas foi dia de compras. Fomos conhecer a famosa zona franca que existe aqui. Tem de tudo, de carros, eletrônicos a roupas. De modo geral os preços não são atrativos. Pude comparar mais produtos eletrônicos como câmeras e notes. Fomos ver pneus pra motos também e achamos o traseiro da DL da marca Maxis por 360 reais, preço bem parecido com o do Brasil, desta marca. Outras marcas no hay. Compramos umas cositas, voltamos para o hotel, saímos para jantar num restaurante muito freqüentado por gente do mundo todo aqui, La Luna, indicado pela senhora do hotel. Neste restaurante existem cartões e dinheiro de vários lugares colados nas parede. Deixamos inclusive um adesivo nosso lá, marcando presença. Depois voltamos para o hotel e nos preparamos para seguir amanhã para El Calafate.