sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

18° e 19° Colon - Rivera - Florianópolis






ESTAMOS EM CASA!!!!!!!!

Amigos, antecipadamente queremos agradecer a compania de todos. Foi muito importante pra nós. Fizemos o trecho planejado e chegamos em Floripa por volta de 14:00 da tarde. Pegamos chuva entre Rivera e POA e acabamos ficando em um hotel à uns 100 km de POA. Seguimos viagem dia hoje pela manhã e hoje pegamos mais um pouco de chuva. Ao entramos em SC a chuva parou e o bom tempo nos recebeu. Total percorrido na viagem, pelo GPS, 10832 km. Depois peço ao Carlos que faça um complemento na postagem ou um outra se for o caso. Estamos realizados pela viagem. Ficamos tristes pelo ocorrido com o Luiz e o Nico, mas o importante é que eles estão bem. O restante a gente arruma, troca, pinta, etc...
Terminamos essa já pensando na próxima.

Abraços a todos.

Um comentário:

  1. Colegas, leiam essa narrativa e comparem o que passaram.

    O motociclista e o vento patagônico (de Aderbal)

    Nos confins da patagônia, em algum trecho de ruta
    É travada uma luta de destemida bravura
    Eu e minha motocicleta, perfeito conjunto de cela,
    Contra o vento andino, que atravessa o destino de quem por lá se aventura

    Numa reta, que nem olhando se delimita
    O vento espreita quem facilita, e surge de supetão
    Na moto, empunho firme os manetes, e assim como um ginete
    Sigo num corcoveado, me defendendo do chão

    Uma rajada e o rodado dianteiro sai pra direita e belisca a faixa lateral
    Depois toca a faixa central, e a moto segue num zigue-zague bem feio
    Recolho uma marcha pra reforçar a tração, recupero minha via de mão
    E me reposiciono pra um novo gineteio
    Numa curva à direita, donde o vento sopra mais forte
    Invoco um reforço de sorte e cravo as unhas no guidão
    A pista se transforma num ringue, e manejando como estilingue
    Sigo num cai-não-cai até retomar a direção

    Não se chega a Ushuaia sem passar pelo vento, e a conquista desse evento
    Requer, ao menos, paciência e coragem
    O cenário patagônico se compõe de elementos, onde o motociclista e vento
    São partes da mesma paisagem

    ResponderExcluir